segunda-feira, 16 de maio de 2011

Fim Dos Estaduais!!

Começando lá de baixo, pelo Rio Grande do Sul, o improvável aconteceu. Não pelo Inter ter sido campeão, mas sim pela história dos dois jogos finais, vencidos pelo visitante, e, mais ainda, dois GRENAIS com 5 gols cada, terminados em 3x2, oque não é comum em clássicos, principalmente lá no Sul, que são jogos sempre muito "pegados", de muita marcação pesada. O Inter tem mais time mesmo, com algumas estrelas inclusive, e o centroavante mais perigoso do Brasil no momento, Leandro Damião. O técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, balança no cargo,e o Falcão que acabou de chegar no Colorado, consegue se redimir da desclassificação na Libertadores  contra o Peñarol do Uruguai. O Internacional foi Campeão nos Penaltis por 5x4 com 5 defesas dos goleiros... três do Renam e duas do Vitor. Agora o Inter tem 40 títulos gaúchos e o Grêmio tem 36.

No Catarinense tivemos uma decisão do Interior, com os times da Capital Figueirense e Avaí (semi-finalista da Copa do Brasil, eliminando o São Paulo) de fora. Chapecoense e Criciúma fizeram dois jogos equilibrados, com o Tigre vencendo a primeira em casa, na Terra do Carvão, por 1x0. Já em Chapecó o time verde devolveu o placar, e como tinha vantagem de dois resultados iguais ficou com o título. Esse foi o 4º Campeonato Catarinense da Chapecoense, que está na Série C do Brasileiro. Avaí e Figueirense dividem o posto de maiores vencedores do Estado de Santa Catarina, com 15 Canecos cada, depois vem o Joinville com 12 taças e o Criciúma com 9.

Aqui no Paraná, o Coritiba já tinha sido campeão antecipado, ficando em 1º nos dois turnos, eliminando os jogos finais. Destacando neste Campeonato, o rebaixamento do Paraná Clube, que vem numa decrescente há anos, montou um time medíocre e passou vergonha, caindo para a 2ª divisão do Futebol Paranaense, e, se não se reforçar bem, corre sério risco de cair para a Série C do Campeonato Brasileiro, oque dificulta ainda mais uma eventual recuperação. Falando do Campeão, o Verdão Coxa Branca fez muito mais do que ganhar seu 35º título estadual e manter uma larga vantagem frente ao Atlético Paranaense que ganhou 22 vezes e o Paraná Clube, que surgiu em 1989, e teve sua melhor fase na década de 90 com 7 canecos. Mostrou muita superioridade aos adversários e ficou invicto, vencendo 20 jogos e empatando somente 2, sem perder no campeonato; fora isso, ainda conseguiu o recorde nacional de vitórias seguidas, com o número impressionante de 24 jogos seguidos levando os 3 pontos, e vem muito forte também na Copa do Brasil, já que eliminou o Palmeiras e é um dos semi-finalistas. Eu o considero como favorito ao título, considerando sua grande fase.

No Campeonato Estadual mais forte do País a final foi entre o Corinthians que tirou o Palmeiras e o Santos que venceu o São Paulo. No primeiro jogo no Pacaembu, sem São Paulo, o meu Timão perdeu a chance de vencer e poder perder na Vila pra ainda levar a decisão por penaltis, Com o 0x0 na primeira final, o Peixe ficou como favorito, oque se confirmou, vencendo por 2x1 e conquistando seu Bi-Campeonato, já que venceu também em 2010 contra o Santo André. Esse é o 20º título Paulista do Santos, que tem ainda o Corinthians como maior vencedor com 26 troféus do estado, seguidos por Palmeiras com 22 e São Paulo com 21 conquistas.

Pelo Carioca, história super parecida com o Paranaense. o Flamengo ganhou os dois turnos, vencendo o Boa Vista na final da Taça Guanabara e o Vasco (que continua na semi final da Copa do Brasil) na decisão da Taça Rio, e levou o Campeonato do Rio de janeiro invicto, mesmo não convencendo a torcida em vários jogos, e jogando muito mal em outros. Sua principal contratação, Ronaldinho Gaúcho, ainda não mostrou a que veio, e vem decepcionando dentro de campo, inclusive sendo desclassificado da Copa do Brasil por um time de menor expressão como o Ceará. Mesmo assim o Flamengo confirma sua hegemonia no estado conquistando seu 32º título do Carioca, deixando o Fluminense com 30, o Vasco com 22 e o Botafogo com 19 observam os rivais mais de longe.

No Campeonato Mineiro não teve surpresas e mais uma vez Cruzeiro e Atlético decidiram o título. Os dois jogos finais aconteceram em Sete Lagoas, interior do estado, que o Mineirão passa por reformas para a Copa do Mundo de 2014. Ambos os jogos foram realizados com torcida única, como forma de segurança, que que o Estádio é de menor capacidade de público. No primeiro jogo, só torcedores do Galo, que venceu por 2x1 e levava assim, a vantagem de empatar o último de decisivo jogo. Mas com 100% da torcida a seu favor, o time Celeste, confirmou o favoritismo vencendo por 1x0 e ficou com a taça, já que fez melhor campanha nas fases anteriores. Esse foi o 36º título mineiro conquistado pelo Cruzeiro, mas o maior vencedor do estado de Minas Gerais continua sendo o Clube Atlético Mineiro com 40 troféus, depois o América com 15.

No Baiano, a maior zebra dos Estaduais em 2011. Vitória e Bahia de Feira de Santana decidiram o  Campeonato. O time do interior eliminou o Bahia mais famoso nas semi finais e vinha encarar o Rubro Negro como franco atirador. Emapatou o primeiro jogo em casa por 2x2, e deixou pra reverter a situação no estádio do favorito, no Barradão em Salvador. O placar foi de 2x1, e o time que retornou às suas atividades em 2009 conquistou seu 1º título Baiano, que tem o Bahia Tricolor de Salvador como seu maior vencedor com 43 Taças, e o Vitória com 26.

Já no Goianão, a rivalidade entre Atlético e Goiás está crescendo cada vez mais, já que o Vila Nova vem em decadência há alguns anos. Nos últimos seis campeonatos, os dois rivais fizeram 4 finais, com cada um ganhando 2 vezes. Esse ano foi do Atlético Goianiense, que, com dois empates por 1x1, levou a melhor por ter feito campanha superior à do Goiás nas fases primárias do torneio, conquistando assim o Campeonato Goiano pela 12ª vez, ainda longe do Goiás que tem 22 conquistas, e o Vila ganhou 15 vezes.

Em Pernambuco o Santa Cruz levantou a Taça depois de 15 anos. Atualmente na Série D do Brasileirão, ainda é o clube que mais leva seus fiéis torcedores ao estádio, falando em âmbito nacional.  Fez a final contra o Sport Recife, que buscava seu sexto título seguido e buscava se igualar ao outro rival, Náutico, o único a conseguir a essa façanha. O time alvi-rubro inclusive usa  até como ferramenta de Marketing a frase "Hexa é Luxo". O Spot parou no Santa, que ganhou a primeira decisão jogando fora de casa na Ilha do Retiro por 2x0 e podia até perder a final por um gol de diferença jogando em casa, no Mundão do Arruda. E foi justamente isso que aconteceu: perdeu por 1x0, com 62 mil torcedores no estádio e conquistou seu 25º título estadual, que ainda conta com o Sport como maior vencedor com 39 taças e o Náutico vem atrás com 21 troféus.

Pulando alguns estados, chegamos ao Ceará, que teve o time com mesmo nome vencendo os dois turnos e ficando com o título, ao bater o Guarani de Sobral por 5x1 na decisão do segundo turno. O Ceará também vem em grande fase e está na semi final da Copa do Brasil, eliminando o Flamengo, e disputa vaga na final contra o Coritiba. Com esse título o Ceará conquista seu 40º título cearense e desempata a disputa contra o rival Fortaleza, que tem 39 taças, com o Ferroviário vindo em terceiro com 9.

Outros Campeões:
Rio Grande do Norte: ABC Campeão Potiguar pela 52ª vez; o rival América tem 32 títulos.
Alagoas: ASA de Arapiraca Campeão alagoano pela 7ª vez; os times de Maceió CSA tem 37 tíutlos e o CRB tem 25 roféus.


Nenhum comentário: